passagem

A passagem. O ponto de encontro. Algo lá é algo cá. Algo invisível. As cinzas voltando ao sangue. Sem penitências. Sem aguardência. Tabaco, rapé e cinzas.

A carne cai. O conhecimento do ocorrido é estranho e instável. Será que é morte de verdade!? Será que é fim ou início!? Será cósmico!? Aqui é cosmético.

E a mão fria não cala as ações, pensamentos e sentimentos. Minha mão quente recebe o encanto tão ausente.

O café estará servido. A bengala e o banquinho. Tudo será novo e completamente já acontecido.

Ultrapasse. Eu te encontro no meio do caminho.

Um comentário

  1. Lindo e emocionante.

    A partida (ou o retorno) é algo intrigante, a mim sempre foi.

    Como me disse minha mestra em uma constelação sistêmica ontem, não somos humanos com a possibilidade de uma vivência astral ou superior, somos seres de um outro lugar e a vida terrena é como um laboratório, onde através do sentido e da percepção, desenvolvemos teorias e ações pra algo maior.

    Se perde uma presença e se ganha uma força cósmica, seja do lado direito ou esquerdo 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s