yellow-haired girl

platônico

talvez mais

daltônico

ou mesmo

monocromático

às vezes

empático

agora

apático

em silêncio

ou sem resposta

já foi minha aposta

meu all-in

que teve um fim

aceito a culpa

sobre mim

sou aquele

do caminho torto

não adianta

bater no meu

cachorro morto

ela não sabe

o que quer

mas sabe bem

o que não quer

e meu nome

está listado

como um

grande erro

passado

ou sou só eu

fazendo cena

pra justificar

outro poema

relevemos

é bom manter

a aparência

dissimular

a distância

enfraquecer

a potência

e torcer

para algum dia

ser real

e não

poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s