man in the box

Sem Deus em meu nome. Sem matéria escura que apareça disforme. Os terremotos na lua avisam do fim. Eu estou preso a este planeta como o homem na caixa. Não sabemos se está morto ou vivo. Jesus Cristo não consegue intermediar se o outro sou eu. Se o bezerro de ouro virou pólvora de orgulho. Se quem eu amo fica melhor sem mim. Se há quase dois anos não tenho ereção nem interesse. Eu já passei dos 27. Jim Morisson é um moleque. Eu já passei dos 33. Jesus é um muleque. Não posso logo virar pó e voltar à inocência dos desencarnados!? Cansei. A luta não é pra dormir. É pra nunca mais acordar aqui. Só me interesso por aquilo que possa me destruir. E todo mundo ficará muito melhor se não tentar me salvar. Por isso não é um conclame ao socorro. É um epitáfio ainda vivo. Meu silêncio distancia quem pode se ferir. Minha palavra registra o porquê das libélulas mais atraentes serem as mais perigosas. Ao mesmo tempo, não há compaixão. Nossas famílias são gangues de superproteção e desequilíbrio. Vamos direto ao ponto final. Eu não vou sofrer enquanto não voltar para esse genital. Eu não sou seu pai. Não sou seu irmão. Não sou sua mãe. Não sou seu filho. Sou apenas seu garrote esperando para ser solto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s