bardo fatalista

chatorixamanhã
eu não projeto
mais

a cada dia
seu céu
seu inferno
seu silêncio
jamais

céu
para acreditar
inferno
para aprender
você
para versificar

todo dia me lambuzo
com o sincronismo
mais que perfeito
da sua ausência

soa carência
e desrespeito
meu fatalismo
abstêmio abuso

ontem
eu não carrego
mais

a cada dia
seus versos
seu sangue
seu silêncio
sua paz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s