pegadas em falso

As negras pegadas em falso dos meus exageros destrutivos me levaram a descumprir a sacra missão que tinha. Eu me via vingativo tomando meu veneno para atingir alguém. E adoeci quase sem volta.

Vejo alguém tumultuando seu espírito e me sinto impotente por meu passado não permitir que eu tenha moral para aconselhar para o bem. Só que os obsessores que não se glorificam mais comigo e com minha ignorância parasitam suas ações cheias de gatilhos emocionais.

Não posso fazer nada além de encaminhar as energias boas que tenho e me policiar com tudo que pode querer me passar a perna. Eu não vou sucumbir, mas o que posso fazer pelo outro é extremamente limitado.

A impotência corrói, mas também faz parte do processo evolutivo. Assim como ninguém conseguia fazer muito por mim, apenas quando tomei minha decisão de aceitar ajuda e me mudar para um ponto de purificação ardido, mas necessário.

Nossos pensamentos não são nossos a maioria das vezes. Não perceber isso é se apegar a eles. A busca é recepcionar só pensamento que passa pela balança de Sócrates e o amor incondicional. Quando falho, tenho pouco tempo para me corrigir ou as energias viram holocausto novamente.

Pegadas em falso me trouxeram até estas palavras para tentar alertar para o buraco na frente. Deixarei minhas palavras cunhadas porque sequer são minhas palavras: acerte seus passos vibrando amor.

E meus ouvidos são os mais próximos da minha boca. E a mensagem que parece minha, na verdade é para mim. É também para quem quer que leia e entenda o rastro de sofrimento destas pegadas e queira enfrentar o medo e alcançar o benefício do perdão. Amar é deixar viver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s