sonho e lucidez

empino o medo
como uma pipa
desperto cedo
algo que fita

acordo e durmo
durmo e acordo
algo se esconde
nas sombras
deste
apartamento

por um momento
tenho pavor
por outro
não ligo

por agora
desligo
e deixo
me levar
pelos
sonhos
lúcidos
e não
por
sentimentos
lúdicos

a parte esquerda
do meu cérebro
quer lidar
com meus
pensamentos
imediatamente

mas não preciso
precisamente
lidar
com nada
se não
faz frio

de madrugada
a quietude
nesta
dimensão
faz meu
salto
mais
quântico

e o que digo
escrevo
e silencio
menos
semântico

2 comentários

  1. belas imagens poéticas. conquanto o poema evoque o escuro e o incerto, as frases cortadas dão a impressão de breves flashes de lucidez – pensamentos, conclusões bruscas sem nunca perder o receio da dúvida

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s